sexta-feira, 19 de agosto de 2016

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

48. A pedido... (^_^)

Bom Dia!
Você poderia fazer 3 destes painéis?
1. Hibi Shoshin - Espírito de Iniciante
2. Kokoro Kara - De Coração
3. Senki - Espírito de Luta
Valeu!
Douglas Lima
----------------------------
Aqui vão:
1. Hibi shoshin:

2. Kokoro kara.


3. Senki.

----------------------------
Douglas, tenho três comentários a fazer sobre os teus pedidos:
1. Eu já havia feito o "Hibi shoshin" (post #3), mas resolvi fazer outro para responder ao teu pedido.
2. Mesmo que o idioma Japonês seja contextual (depende do contexto), há expressões que precisam de ser mais explícitas, por exemplo: "De coração"... De coração o quê? Parece-me, esta é a minha opinião particular, que falta um complemento para esta expressão ter sentido. Eu usaria apenas KOKORO que abrange "tudo"! (^_^)
3. Não há nada de errado com Senki, espírito bélico, mas os japoneses têm outra expressão para este fim, isto é, Tōkon (post #17). Eu, particularmente, NÃO usaria Senki... mas tudo na vida são "opções".

domingo, 27 de outubro de 2013

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

44. Sōshin Fu-i.

Sōshin Fu-i.
"Um espírito forte é imparável."

Esta é mais uma alusão ao já conhecido SHINGITAI [Espírito, Técnica e Condicionamento físico (Força)], onde "a técnica vence a força e o espírito vence a técnica".

A meu ver, SHINGITAI 心技体 e BUNBU-ICHI 文武一 são dois dos ensinamentos mais importantes nas Artes Marciais japonesas (se não os mais importantes), porque - a nível marcial - enquanto um ensina  "o que devemos" buscar e o outro ensina "como devemos" buscar, respectivamente.

Infelizmente, estes são ensinamentos antigos e, assim como o respeito pelas tradições antigas, é algo que há muito foi esquecido... não só no mundo marcial, mas na sociedade em geral.

43. Bufū ikkan.

Bufū ikkan.
"Os ventos marciais são consistentes" ou
"Os ventos marciais são duradouros".

Ou seja, "Os ventos marciais sopram todos os dias".

terça-feira, 23 de outubro de 2012

42. Bunbu...

Estava eu treinando a escrita do ideograma que aprendi há alguns dias e fazia Mokusô com os meus botões... (^_^)

A nível de transmissão dos conhecimentos marciais japoneses antigos, há tantas formas de dizer a mesma coisa que tais ensinamentos deveriam estar tão ligados à nossa vida como o próprio ato de respirar.

Bate-se na mesma tecla dia após dia, mês após mês, ano após ano, mas, para alguns, mesmo com esta insistência descrita nos clássicos militares, há coisas que são convenientemente omitidas.

Eis um exemplo onde isso ocorre, ou seja a expressão BUNBU.

Traduções a seguir.

 1 文武一  ぶんぶいち - As artes literárias e as artes marciais são uma única coisa.
 2 文武一道 ぶんぶいちどう - As artes literárias e as artes marciais: um único caminho.
 3 文武一徳 ぶんぶいっとく - As artes literárias e as artes marciais: uma única virtude.
 4 文武一致 ぶんぶいっち - As artes literárias e as artes marciais de forma consistente.
 5 文武之道 ぶんぶのみち - A via das artes literárias e das artes marciais.
 6 文武両道 ぶんぶりょうどう - Ambos os caminhos: as artes literárias e as artes marciais.
 7 文武不岐 ぶんぶふき - As artes literárias e as artes marciais são inseparáveis.
 8 文武併進 ぶんぶへいしん - As artes literárias e as artes marciais avançam juntas.
 9 武練文修 ぶれんぶんしゅう - Treinar as artes marciais e estudar as artes literárias.
10 経文緯武 きょうもんいぶ - As artes literárias longitudinalmente, as artes militares latitudinalmente.
11 文武神聖 ぶぶんしんせい - As artes literárias e as artes marciais são sagradas.

E depois dizem que "EU" sou insistente sobre o assunto... Apenas resumo-me a relembrar o que há muito já foi, é e será dito a nível realmente tradicional (quer gostem ou não). (^_^)

Treinar e EstudarEstudar e treinar!
Treinar e EstudarEstudar e treinar!
Treinar e EstudarEstudar e treinar!
(Agora sim, estou a ser insistente!)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

41. Buren...

Buren Bunshū
"Treinar as artes marciais e estudar a literatura."

Muitas vezes, ao ver o estado das coisas no mundo das artes marciais japonesas em geral, pergunto-me de que adianta o esforço dos mestres antigos japoneses em insistir na transmissão de que « o "treino" é tão importante quanto o "estudo" », quando é visível que a esmagadora maioria dos instrutores - de todas as graduações e artes marciais - ignoram tal transmissão.

Quantas vezes vê-se expressões tais como:

文武一 BUNBU ICHI - "As artes literárias e as artes marciais são apenas uma única coisa."
文武両道 BUNBU RYŌDŌ - "Ambos os caminhos: artes literárias e artes marciais."
武練文修 BUREN BUNSHŪ - "Treinar as artes marciais e estudar as artes literárias (literatura)."
文武併進 BUNBU HEISHIN - "As artes literárias e as artes marciais avançam juntas."
文武一徳 BUNBU ITTOKU - "As artes literárias e as artes marciais são uma única virtude."

E tantos outros termos (e são mesmo muitos) que indicam a mesmíssima coisa...

Sem tentar "tapar o sol com a peneira", continua-se a achar que o "treino" é mais importante do que o "estudo".

E quais seriam os motivos para essa má interpretação das artes marciais japonesas?

Isso apenas depende de quão honestos somos para com nós próprios.

Não adianta criticar quem segue o que os mestres japoneses dos tempos antigos deixaram como legado... deve-se seguir os seus ensinamentos, tanto técnicos como morais e, desta forma, contribuir para o fortalecimento ético da arte que se pratica.

A isso, ao treino e estudo como uma única coisa, chama-se Budō!

terça-feira, 9 de outubro de 2012

40. Natsukusa ya...

Natsukusa ya
tsuwamono-domo ga
yume no ato.

"A relva no verão é o que resta dos sonhos dos guerreiros."

Haiku de Matsuo Bashō (1644-1694).